Arquivo da Categoria: Blog

fernanda

Fernanda Pinheiro – Parto natural na Água

A exatamente 7 meses atrás eu estava aqui, nesse mesmo quintal, sentindo a maior dor do mundo após descobrir que meu filho não iria sobreviver. De acordo com as estatísticas 90% dos fetos portadores da T18 morrem ainda na barriga da mãe. Outros 9% falecem durante o parto e 1% após poucas horas de vida. Esse foi o diagnóstico recebido. E ai? O que fazer? Amá-lo! Amá-lo muito até que ele deseje nascer ou chegue sua hora de partir. Curtir meu bebê muito a cada dia, seus movimentos, seu crescimento, os ultrassons, a barriga, tudo! E principalmente, não criar expectativas que poderiam se tornar sonhos e depois frustrações. Entreguei nas mãos de DEUS e escolhi ter uma gestação feliz, aguardando o tempo do Leia mais…

ana carolina

Ana Carolina Cury – Parto normal no Banquinho de parto

Os Círculos de Fogo É estranho como o parto começa antes do parto. Só depois que eu vivi meu parto eu percebi que a chegada do meu filho começou bem antes dele nascer. Na verdade bem antes que eu engravidasse. Enquanto eu me preparava para o parto, me explicaram sobre o “círculo de fogo”, nome dado à sensação que temos quando o bebê está quase para sair do corpo da mãe. Mas eu pude perceber que passei por vários círculos de fogo até chegar a esse momento, e nesse caminho pude contar com a ajudar de pessoas muito especiais. Meu filho demorou a chegar. Eu o desejei por muito tempo. Quando soube que estava grávida, recebi a notícia com tranquilidade Leia mais…

lu ferreira

Lu Ferreira – Parto natural na Água

Uma coisa que percebi ao longo da gravidez foi a ideia equivocada que a sociedade em geral tem do parto. Na maior parte das vezes o momento do nascimento é associado a algo negativo: dor, sofrimento, medo. Confesso que tinha um pouco de medo no início da gravidez, afinal era algo desconhecido. Mas à medida em que as semanas foram passando e eu me informando, o medo passou. Sabia o que esperar do parto e me sentia preparada para aquele momento. O que eu sentia era expectativa e curiosidade, estava animada para conhecer minha filha e esperava que desse tudo certo. Esse é meu relato de parto, onde conto como cheguei até a noite mais incrível da minha vida. Espero Leia mais…

Isabela

Isabela Duarte – Parto natural na Água

Sempre fiz muita atividade física durante a gestação, tinha uma alimentação muito saudável e era muito ativa, vida agitada! Achava que meu bebê ia nascer com 37 / 38 semanas! Rsrsrs! Mas tinha uma pulga atrás da orelha porque minha mãe, que passou por 3 cesáreas, disse que eu nasci de quase 42 semanas e ela não chegou a entrar em trabalho de parto. E eu temia que essa fosse minha genética. Talvez por esses fatos, ao entrar na 39ª semana, eu já estava muito ansiosa. Mãe de primeira viagem… Com 39 + 6, tive consulta com a querida Quesia e externei toda a ansiedade, e ela disse para relaxarmos fazendo coisas que gostássemos. Pedi exame de toque e havia Leia mais…

jana

Janaina Foureaux – Cesariana intra parto

Meu amado filho, hoje você está completando um ano de vida. E eu ainda me sinto um pouco culpada por nunca ter escrito pra você como foi especial o dia da sua chegada, pois tenho certeza que, um dia, você gostará muito de ouvir essa história. Não me leve a mal meu anjinho, foram muitos percalços e luta interna pra ter condição emocional de te contar como tudo aconteceu. Ainda que minha memória não seja tão cheia de detalhes, com certeza ela está mais leve e feliz. Talvez, mesmo sem perceber, seja por isso que eu tenha esperado tanto tempo. Eu já estava com quase 40 semanas e havia parado de trabalhar com 38, pois todo o peso da gravidez Leia mais…

francisco...

Amanda Victor – Parto Normal

O meu relato de parto: humanizado + bolsa rota Foram semanas e mais semanas aguardando o dia 25 de agosto. A DPP (data provável do parto) era, para mim, quase que uma data limite. Sempre pensei que o bebê nasceria antes disso. Chutei que seria no dia 21. Sentia que não seria antes disso. Mas, enquanto mudavam as semanas, e a gente se aproximava das 40 semanas, nada parecia acontecer. Francisco não queria chegar. E estaria ele errado? Aparentemente a vida estava mais do que boa dentro da barriga da mãe aqui. E, ainda que a ansiedade batia enlouquecidamente, eu ainda estava tranquila. Sabendo que o parto poderia acontecer, com segurança, até a 42ª semanas. Me preparei para tal. Sabia que o bebê teria o Leia mais…

site

E se, com nove meses, a minha bolsa romper?

Em cerca de uma em cada doze (1/12) gestações, a bolsa de águas que circunda o bebê se rompe antes do início do trabalho de parto, mais comumente após a 37ª semana.  Em gestações a termo ( > 37 semanas), o que acontece depois que a bolsa das águas se rompe? A grande maioria das mulheres entram em trabalho de parto espontaneamente: Com 24 horas, 70% entram em trabalho de parto Com 48 horas, 85% entram em trabalho de parto Com 96 horas, 95% entram em trabalho de parto Quais são os riscos caso minha bolsa se rompa antes do início do trabalho de parto? Os riscos imediatos (na hora que a bolsa se rompe) são pequenos e raros:  Prolapso Leia mais…

spa

Centro de terapias corporais – Mimo SPA

A Gravidez é uma fase bela. No Instituto Nascer ela pode ser belíssima, segura e feliz. A importância dos cuidados corporais durante a gravidez vem sendo cada vez mais reconhecida e recomendada pelos profissionais de saúde.   Cada fase da gestação exige cuidados específicos para evitar ou minimizar as alterações mais comuns: edema (inchaço), cansaço, dores, manchas faciais (melasmas), estresse e outros.   Pensando nisso, o Instituto Nascer criou o MIMO SPA (Centro de Terapias Corporais) e desenvolveu um menu de cuidados especialmente desenvolvidos para acompanhar a gestante em todas as fases da gravidez. Massagens relaxantes Drenagem Linfática Terapia de pedras quentes Desintoxicação corporal Reflexologia Podal Banhos de Imersão e outros Morgana Guimarães, Terapeuta Corporal responsável pelo Centro de Terapias Leia mais…

Dia dos PAIS

O dia dos pais está chegando e nós só podemos dizer que morremos de orgulho desses pais que fazem questão de viver a paternidade no sentido mais amplo dela.