mamandoparto

Como se preparar para uma cesareana

Esta publicação foi postada em Blog no dia por .
Responder a esta pergunta não é fácil, afinal, em tempos de parto humanizado, de mulheres cada vez mais informadas e em busca do que há de melhor para ela e seu filho, de casais mais unidos desde a concepção, pensar que algo pode sair como não planejado pode ficar para segundo plano.
Além disto, toda a magia da gravidez, ver um sonho se realizando e se concretizando, imaginar a perfeição do bebê, o prazer do aleitamento, tudo isto remete para uma esperança de um parto perfeito, destes “de princesa”, ou “de top model”… 
E há, ainda, aqueles que defendem que uma mulher grávida não deve se preocupar com a possibilidade de ter intercorrências que tirem a gravidez da normalidade. Para quê adiantar um estresse que pode não existir?
Então é daí que vem a pergunta: será que é necessário se preparar para uma cesareana? Como? A partir de quando?
A cesareana é uma cirurgia maravilhosa, que salva vidas. Feliz é a mulher e o bebê que têm uma cesareana necessárea, no momento certo, bem indicada, com profissionais respeitosos e qualificados ao seu lado.
A OMS – Organização Mundial de Saúde – diz que 15% das mulheres grávidas precisarão de uma cesareana.  E se você estiver neste grupo? E se você, mesmo se preparando para um parto normal, tiver que passar por uma cesareana? Como irá se sentir?
Não há dúvidas que se preparar para o parto normal, para lidar com a dor das contrações, com o medo do período expulsivo e com todas as incertezas da hora “P” é extremamente importante. Por isto existem os grupos e cursos de preparo para o parto.  Na nossa sociedade, o parto normal é cercado de mitos e a gravidez é, sem dúvidas, o momento de se fortalecer e se empoderar para uma vivência prazerosa do parto.
Mas a cesareana também é cercada de mitos. Quando ela é realmente necessária? Até quando posso esperar para meu bebê nascer com segurança? Como é a dor do pós operatório? Que medicamentos poderei usar para não prejudicar a amamentação? Como irei me sentir caso tenha uma cesareana durante o trabalho de parto? Como irei me sentir caso tenha uma cesareana sem trabalho de parto?Como deverei cuidar da cicatriz? Quando poderei retomar minhas atividades?
Passar por uma cesareana não desejada pode trazer um sentimento de grande frustração. E também de inveja: “Por que minha amiga, que nem se preparou, teve um parto natural e eu, que fiquei os nove meses fazendo ioga, fisioterapia, alimentação natural, preparo do períneo… tive uma cesareana?”. A sensação de que “meu corpo não funcionou” é real e, associada a todas as sensações e emoções do pós parto, podem causar um grande turbilhão de sentimentos nos primeiros dias.
Por isto é importante que o casal se prepare —  ou pelo menos pense e converse a respeito —  para a possibilidade de uma cesareana.
Porque a maternidade e a paternidade são um grande salto no escuro. Planos, sonhos e projetos são uma parte da história. A realidade é a outra parte.  Enfrentar a realidade com maturidade diminui os sofrimentos desnecessários. E a cesareana pode ser apenas o primeiro evento não planejado da maternidade e paternidade.
Se você passou por uma cesareana e até hoje se sente frustrada, desencana! 
Se você está grávida, pense sobre o assunto, converse com seus cuidadores (médico, enfermeira, doula, fisioterapeuta, etc.) a respeito. Se informe, converse com outras mulheres! 
Viva com felicidade a chegada de seu filho!
Viva com felicidade o seu parto normal — se você estiver no grande grupo de mulheres para quem o parto é a melhor opção — ou a sua cesareana — se você estiver no grupo dos 15% para quem a cesareana traz um nascimento mais seguro.
 
Dra. Quésia Villamil e Dr. Hemmerson Magioni – médicos obstetras do Instituto Nascer

Para mais informações entre em contato pelo telefone (31) 3262-3538