doula(1)

A doula no parto

Esta publicação foi postada em Blog no dia por .

O que significa a palavra “doula”?

Doula é uma palavra de origem grega, que significa: “mulher que serve”.Doula é uma palavra de origem grega, que significa: “mulher que serve”.

Hoje em dia aplica-se a mulheres que dão suporte físico e emocional a gestantes e seu acompanhante. Esse suporte pode acontecer antes, durante e após o parto. Pode ser contínuo ou não, de acordo com a demanda da mulher.

Antigamente a parturiente era acompanhada por mulheres mais experientes: vizinhas, comadres, mães. Em geral, mulheres que já tinham filhos, já tinham vivenciado o parto. Após o parto estas mulheres continuavam dando apoio, cuidando do bebê, ajudando na amamentação, na recuperação da mulher e também dos afazeres da casa e de outros filhos, caso a mulher os tivesse.

Com o passar dos anos, o parto deixou de ser um evento familiar para ser um evento hospitalar. As experientes mulheres que cuidavam da parturiente foram substituídas por uma equipe técnica: médico e enfermeiras, o que implicou na perda da visão do nascimento como um ato fisiológico.

Cada profissional está envolvido numa função específica, então a mulher, muitas vezes, fica alheia no processo. Muitas vão para o parto cheias de medos, enquanto outras ficam totalmente sozinhas durante o trabalho de parto, sem acompanhante de sua escolha. No hospital, há muitas pessoas envolvidas e que não são de referência da mulher, ela não os conhece, não entende as técnicas, o tipo de cuidado oferecido. Isto faz com que a mulher, em trabalho de parto, fique cheia de tensão e ansiedade, o que pode provocar mais dor e medo.

Se os profissionais do hospital estão preocupados com a parte técnica do parto, quem vai cuidar e zelar bem estar da mulher? Quem vai cuidar do seu emocional, vai levar alento, quem vai a  acolher de perto?

A doula atua de acordo com a demanda da mulher e de seu acompanhante. 

Antes do parto, a doula pode atuar levando até a mulher informações sobre das boas práticas do parto, baseadas em evidências científicas.

  • Sugere leituras
  • Auxiliar na construção do Plano de Parto, respeitando sua individualidade e escolhas da mulher/casal.
  • Prepara a mulher sobre o que esperar no parto, sugerindo respiração, exercícios que possam ajudar na hora do parto, etc.

Durante o trabalho de parto, a doula fica ao lado da mulher todo o tempo.

  • Atua com massagens, auxilia na movimentação, exercícios físicos, respiratórios, etc.
  • Ajudar na compreensão dos termos técnicos, fazendo ‘ponte’ entre a mulher e a equipe.
  • Proporciona harmonização de todo o ambiente para que a parturiente tenha conforto e possa vivenciar o parto com prazer e de forma individualizada. 

A doula deve ser invisível quando necessário para toda equipe e visível para a mulher, mostrando estar totalmente disponível para ajudar no que for possível .

Após o nascimento, a doula dá apoio à nova família auxiliando nos cuidados com o bebê e na amamentação.

O papel da doula é reconhecido pela OMS – Organização Mundial da Saúde e pelo Ministério da Saúde (portaria 28 de maio de 2003).

As pesquisas têm mostrado que a atuação da doula no parto pode:

  • diminuir em 50% as taxas de cesárea
  • diminuir em 20% a duração do trabalho de parto
  • diminuir em 60% os pedidos de anestesia
  • diminuir em 40% o uso da oxitocina
  • diminuir em 40% o uso de forceps.

Foi comprovado que, com a presença da doula, o parto evolui com maior tranquilidade, rapidez, com menos dor e complicações maternas e fetais.  

Não é função da doula interferir nas questões médicas ou tomar decisões sobre do parto. A doula não ausculta o bebê, não afere a pressão arterial. Não faz nenhum procedimento médico ligados ao parto, seja com a mulher ou com o recém nascido.  Enfim, a doula não lida com a parte técnica do parto.

A doula também não é mais um acompanhante. Ela deve ser vista como parte da equipe. Auxilia tanto a parturiente, como seu acompanhante e/ou família, que podem também estar sobrecarregados pela emoção do momento, precisando de alguém para suavizar a tensão. Assim, a doula pode sugerir algumas questões para quebrar a tensão e promover o bem estar geral de toda a família.


Texto escrito por Isabel Cristina, doula do Instituto Nascer.

Para mais informações entre em contato pelo telefone (31) 3262-3538