kate-middleton-principe-william-bebe-real-filho-45444

Parto de Princesa

Esta publicação foi postada em Blog no dia por .

Qual grávida nunca sonhou com um parto de princesa? Com a chegada do seu filho de uma maneira mágica, perfeita, segura, respeitosa? Com um parto fácil, rápido e indolor?

Mas… será que o parto da princesa foi assim: rápido e indolor? Será que o “bom parto” é o parto fácil, rápido e indolor? O que é ter um “bom parto”, afinal de contas?

Nos últimos dias temos ouvido muito sobre parto: parto humanizado, parto natural, parto respeitoso, parto com prazer… Mas… qual é o melhor parto?

O nascimento de um bom parto começa com o renascimento de uma mulher. Tornar-se mãe é um processo que começa antes da gestação e tem seu ápice no momento do trabalho de parto, quando as contrações trazem sensações muito fortes, capazes de transformar uma mulher para sempre. Transformá-la em mãe. Para sempre. Sentir o trabalho de parto, sentir as contrações, sentir seu corpo se abrindo, viver intensamente cada sensação dolorosa, é um privilégio. Privilégio das mulheres que escolheram ser mães. E que foram abençoadas, pela natureza, com a chegada, natural, do trabalho de parto. Coisa de princesa. Mesmo.

A princesa sentiu dor? A princesa sofreu no parto? A princesa teve medo? A princesa teve laceração? Levou pontos? Como ela fez para lidar com sua própria transformação, sabendo que estava no foco dos olhares da mídia e dos cidadãos do mundo todo?

Como você pode, mesmo estando no foco das atenções e expectativas de tantas pessoas, se sentir livre para viver seu trabalho de parto, sua história, seu renascimento, o nascimento de seu filho?

Como você pode sonhar e planejar este momento tão significante e importante da sua vida? Como não ter medo?

Você está grávida, você irá ter um bebê, você também É UMA PRINCESA! E pode ter um parto tão bom quanto, ou até melhor, que os das princesas.

Você pode ter liberdade para escolher a posição que quer ficar durante seu trabalho de parto. Pode ficar hospedada numa confortável suíte de parto, evitando o ambiente do bloco cirúrgico. Pode estar acompanhada de pessoas queridas, de sua escolha; pode ter uma doula. Pode usar de todos os métodos para alívio da dor do parto: massagens, danças, músicas relaxantes, banhos de chuveiro e de banheira, carinho, palavras confortantes. Pode se sentir amada e acolhida, mesmo estando num ambiente hospitalar.

Apoiada pela equipe de cuidadores que você escolheu você irá se sentir segura. Assim, você poderá até usar medicamentos para alívio da dor, se achar necessário. Na hora do nascimento, você poderá escolher em qual posição ficar: deitada, sentada, de cócoras, na água. E assim que seu bebê nascer, você poderá segurá-lo imediatamente e colocá-lo no seu colo, sentindo toda a intensidade e calor do seu corpinho. E eternizar este momento mágico: o momento do primeiro encontro entre vocês, este encontro tão esperado.

Não, o parto da princesa não foi fácil, indolor e rápido. Foi, realmente, um parto. Como o parto de todas as princesas, sejam elas inglesas ou brasileiras. Como pode ser o seu parto.

O parto tem, sim, suas dificuldades, sua dor, sua intensidade. Mas, com toda a segurança e apoio, o trabalho de parto traz também muito prazer, muita alegria. Um verdadeiro renascimento.

Não tenha medo do seu parto! Não tenha medo de viver sua história, a história do seu filho, da maneira como ela se apresentar. Faça as escolhas certas e tenha um Parto de Princesa!

Quésia Villamil e Hemmerson Magioni, Obstetras do Instituto Nascer

Para mais informações entre em contato pelo telefone (31) 3262-3538