Arquivos

Parto natural

Carine, Wander e Theo

Quinta feira, dia 05 de maio de 2016. Converso com o Theo e pergunto se é hoje que ele quer chegar ao mundo. Quem me conhece sabe que sou super ligada em datas, e hoje é um dia especial. Conto ao Theo que há 18 anos, nesta data, o pai dele me pedia em namoro. Nada……. Sexta-feira, dia 06 de maio de 2016. Depois de uma semana em casa, sem trabalhar por conta de uma sinusite, me levanto cedo pois tenho consulta com o obstetra e ultra som. Wander e eu vamos para o Instituto Nascer, e somos atendidos pelo Dr. Hemerson, já que a minha obstetra, a Dra. Quésia não está. Foi uma semana corrida, a minha consulta foi Leia mais…

Parto do André e da Ana CLaudia

Ana Cláudia, André e Helena

Eu sempre desejei ter um filho por parto normal. Não queria fazer parte da estatística das cesáreas eletivas, pois desejava viver o processo do parto em toda a sua intensidade… receber meu bebê na hora em que estivesse pronto para nascer e, acima de tudo, queria ter papel ativo no seu nascimento. E foi na reta final da gravidez que eu percebi que, para parir, a gente exerce um papel de protagonista, mas também precisa saber se entregar.   Eu tive uma gravidez super saudável, graças a Deus, sem qualquer intercorrência relevante. Mas por volta de 30 e poucas semanas de gestação, passei a sentir muita fraqueza e tontura diariamente. Algumas atividades diárias se tornaram mais difíceis, e isso começou Leia mais…

Parto Kalil

Fabiana, Marcos e Khalil

A chegada de Khalil – Por muitas vezes quis escrever sobre esse assunto, mas alguma coisa me travava. Ficava sem palavras diante da tela em branco. Não por acaso, várias vezes durante essa semana os acontecimentos daquele dia me vieram à memória, de forma insistente, com um sabor doce de amor e nostalgia. Enquanto hoje estou às voltas com os preparativos para a festinha de aniversário de Khalil, há um ano atrás estava às voltas com a ansiedade que a chegada próxima do meu menininho proporcionava. Khalil não foi o primeiro filho, logo, eu me sentia sensivelmente mais segura durante a reta final da gestação e conseguia lidar melhor com a ansiedade (minha e das pessoas ao meu redor). Eu Leia mais…

Parto humanizado Flavia Vilhena

Flávia Vilhena

Para você, meu filho, sempre se lembrar da forma especial com que chegou ao mundo.   Um mês se passou, Caetano. O tempo agora corre diferente. A ansiedade deu lugar a um turbilhão de emoções. Os dias são curtos, as noites, longas. O aprendizado é constante. Aprendemos juntos. A respirar (oxigênio e paciência). A nutrir (corpo e alma). A amar (incondicionalmente). A chorar e a sorrir (ou ambos ao mesmo tempo). Há um mês nossos mundos mudaram drasticamente. O seu se tornou mais amplo. O meu, mais completo. Eu que achava que conhecia tão bem esse mundo… E, de repente, tudo é tão novo de novo. Para mim e para você. Você (bem) nascido. Eu renascida diante do novo. Mas Leia mais…

Parto Humanizado Fernanda Leonel

Fernanda Leonel, Marcelo e Pedro

Nosso parto começou próximo de 30 semanas de gestação. Antes disso, não tinha caído a ficha que que esse é o desfecho natural da gravidez. Só sabia que gostaria de ter um parto normal. E até então tinha um acompanhamento padrão, em que questionei à obstetra sobre minhas possibilidades de passar por esse parto “normal”: Já passei por um tratamento para endometriose, além de cauterizações e cirurgia do colo do útero… A resposta nunca era muito consistente, e quando questionei sobre o parto, não me sentia confortável para falar sobre minhas dúvidas, meus receios, muito menos qual era minha vontade. O Marcelo, meu marido, ficava cada vez mais incomodado com essa abordagem e me dizia que precisávamos de outro obstetra. Leia mais…

brisa

Brisa Marques – Natural em banquinho de parto

Há exatas 2 semanas, com quase 39 semanas de gravidez, não sabia a quantas andava, nadava, estava João, o menino que guardado ficou aqui dentro durante os últimos 9 meses. Desde setembro do ano passado, o mundo virou na barriga, na cabeça, na casa chamada corpo – a qual acostumados estamos a habitar apenas nós mesmos. Há exatas 2 semanas, a bolsa rompia às 22h30, a primeira contração às 23h30, a chegada no hospital às 5h e o nascimento às 6h51. Parto natural, sem anestesia, já que pela minha lesão medular não era aconselhável tomar peridural, nem raquimedular. Os caminhos imprevisíveis dos meus nervos rompidos, interrompidos. Caso tivéssemos que partir para a cesária, seria uma cesária de urgência, com anestesia Leia mais…

cesarea humanizada 6

Juliana, Paulo e Nuno

Minhas lágrimas onipresentes e inevitáveis foram acolhidas e respeitadas, posto que compreendidas. E assim pude viver este sublime momento de encontro com o Nuno, com um Chorinho para Ele, à minha maneira e à minha intensidade, da forma mais linda que podia ser na nossa história: o real na travessia, venha como vier!

unnamed

Priscila Costa

Durante as mamadas, a cada bom dia, em todas as ninadas, fico olhando pra ela a beira de não acreditar. Enquanto morro de amor pelas dobrinhas da orelha e dos dedinhos, pelos cílios dos olhinhos, penso: ela saiu de mim! Ainda não encontrei termo melhor que ‘dar a luz’. Quando me lembro do Dr Hemmerson me chamando dizendo ‘Vem ver, ela ta chegando!’ só penso em uma luz intensa tomando conta de mim e da suíte de parto onde ela nasceu. Minhas contrações duraram boa parte do dia 26 de fevereiro. Uma 6a feira em que mantive rotina normal de atividades dentro e fora de casa, pois já tinha sido informada sobre as fases do trabalho de parto e eu Leia mais…

relato paula

Paula Motta

  O que dizer dessa experiência com o instituto?? Foi tudo fantástico tudo realmente incrível até mesmo porque o meu parto sofreu algumas alterações do que imaginávamos que seria. Sim, eu precisei evoluir para uma cesária e sem medo de dizer foi igualmente maravilhoso ao que sonhei! Foi real, foi baseado em muito conhecimento, discussão e decisões no meio da insegurança do novo mas na segurança de estar com as pessoas certas.Tive o carinho da Doula Bel, a voz mansa e serena que proporcionou um ambiente muito acolhedor mesmo no bloco ( bel vc esteve lá, tecnologicamente tb rsrs) . Também tive a incansável, fofa e parceirissíma Dra Marina. A quem entreguei meus medos e dúvidas, entreguei um momento divino Leia mais…

lorena

Lorena Barone

Foram 9 meses de espera… Alias,  aprendi a contar a vida em semanas: 39! Durante este tempo ora eu estava feliz, ora eu não estava feliz… O peso da idade e do sedentarismo, junto com a coluna que nunca foi boa, associado à perda da visão meses antes, no final a síndrome do túnel do Carpo e a insônia…. Ah a insônia que me consumiu 20 kilos pela madrugada afora… Mas Beatriz estava ótima, isso que importava! E durante estes 9 meses me preparei e me informei muito! Me informei sobre o parto, sobre me submeter ( e submeter Beatriz) a uma intervenção desnecessária. Busquei uma equipe que tinha esta proposta: Tratar o parto de forma fisiológica. Mas, além disso, Leia mais…