FURO ORELHINHA

Furo na Orelhinha

Esta publicação foi postada no dia por .

 

FURO ORELHINHA

O primeiro brinco da menina costuma ser um evento muito especial e envolve toda a família! É um momento peculiar, pois o furinho na orelha é para a vida toda.

Você sabia que a Vigilância Sanitária atualmente proíbe a perfuração de orelha, de qualquer tipo, em hospitais e maternidades? Tudo isso para evitar o risco de infecção hospitalar.

Para isso o Instituto Nascer oferece um serviço de perfuração seguro, seguindo as normas da RDC 44/2009 da ANVISA.

Confira nossos cuidados:

  • Furo realizado por enfermeira neonatologista

 

  • Brincos de aço cirúrgico (inoxidável), esterilizados, embalados individualmente, folheados a ouro 24k e antialérgicos. Brincos próprios para recém nascidos e crianças até 6 anos.

 

  • Uso de um dispositivo manual, autorizado pela ANVISA, o qual não dispara sozinho, não exerce pressão sobre a orelha do bebê e totalmente silencioso, o que não agride a audição sensível dos recém nascidos.

 

  • Orientações ao responsável sobre cuidados com a higienização do local da perfuração, cicatrização e sobre os sinais de infecção que deverão ser observados nos próximos 30 dias após a perfuração. Após esses 30 dias o brinco pode ser substituído pelo brinco da criança.

 

Quando furar a orelhinha do meu bebê?

 

 

O Instituto Nascer recomenda que seja feita 10 dias após o nascimento, especialmente para que as primeiras vacinas sejam administradas (BCG e Hepatite B).

 

 

 

Em qual local furar?

Oferecemos a perfuração nas próprias instalações da clínica, num ambiente acolhedor e extremamente agradável, ou no domicílio, no conforto do lar do bebê, para que vocês não precisem sair de casa.

Kércia Zimmerer

Enfermeira Neonatal responsável pelo Bem cuidar Home Baby e Furo na Orelhinha do Instituto Nascer

Para mais informações entre em contato pelo telefone (31) 3262-3538