Logotipo Instituto Nascer
(31) 3262-3538

Blog

Como deve ser o uso das máscaras por crianças e adolescentes?

Como deve ser o uso das máscaras por crianças e adolescentes?

Leia abaixo mais um texto indicado pelo Instituto Nascer e originalmente publicado pela Sociedade Mineira de Pediatria (SMP), uma organização sem fins lucrativos filiada à Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Muitas cidades do Brasil e do mundo estão exigindo o uso de máscaras de proteção por aqueles que precisam sair de casa. O objetivo é tentar minimizar a transmissão da COVID-19. Vale lembrar que para a população em geral, as máscaras devem ser as de pano, caseiras, deixando as máscaras descartáveis para o pessoal da saúde.

Mas e as crianças, devem usar?

Bom, a recomendação é para as crianças ficarem em casa. Mas se tiverem que ir ao médico, por exemplo, o Ministério da Saúde preconiza o uso do acessório para todas as faixas etárias, com ressalvas para as crianças menores de dois anos, pois há risco de sufocamento. Mas se esse bebê estiver com sintomas de gripe e tiver que sair de casa, o ideal é usar a máscara, dentro de sua tolerância, é claro. Mas tão importante quanto o acessório, é o distanciamento. O uso das máscaras não excluem os outros cuidados rígidos todos devem ter: lavar as mãos, evitar aglomeração e não tocar o rosto.

Na hora de colocar e tirar o assessório, crianças e adolescentes devem estar com as mãos higienizadas. Os pais podem ajudar os filhos menores, lembrando de cobrir boca e nariz e sempre retirar pelos elásticos. Como o uso prolongado não é recomendado, as máscaras devem ser trocadas de duas em duas horas ou quando ficarem úmidas. Levem máscaras higienizadas em um saquinho e quando tiver que trocar o procedimento é o mesmo. A máscara usada tem que ser dobrada e guardada em uma sacola.

Para higienizar essas máscaras é só deixar de molho por 30 minutos na água sanitária ou lavar com água e sabão na máquina de lavar.

Se a criança ou o adolescente tiver alguma dificuldade de adaptação com a máscara, o benefício não cobre os riscos. O melhor, mais uma vez, é não sair de casa.

O Instituto Nascer tem mais informações úteis para gestantes, relacionadas ao COVID-19, publicadas em nosso blog. Neste texto, por exemplo, você encontra várias dicas de como agir em meio à pandemia e proteger a si e ao seu bebê.