Logotipo Instituto Nascer
(31) 3262-3538

Blog

O que é um Parto Tsunâmico?

O que é um Parto Tsunâmico?

Texto recomendado pela Dra. Ludmila Guimarães e pelo Dr. Hemmerson Magioni, médicos obstetras do Instituto Nascer.

Cada gravidez é diferente, portanto cada parto também é. Algumas mulheres precisam de ajuda na hora de dar à luz, enquanto outras podem ter um “Parto Tsunâmico”, como é conhecido popularmente os partos taquitócicos ou precipitado. A natureza conhece as regras, por isso cada etapa do parto acontece com um tempo de espera considerável.

Ter um parto precipitado, mesmo que natural pode apresentar contratempos. Sabe-se que esse processo natural ocorre em três etapas que são: parto ativo, nascimento e expulsão da placenta. Cada uma dessas etapas pode demorar mais ou menos que a outra, mas em geral o tempo fica entre 6 e 18 horas para a grande maioria das mulheres.

Contudo, o parto precipitado pode demorar, no total das três fases, aproximadamente 4 horas. Como o próprio nome diz, é um processo que ocorre bem rápido. Às vezes pode ser o melhor, mas em outros casos podem aparecer dificuldades. A seguir, explicaremos como acontece o parto precipitado e quais podem ser suas complicações.

Sintomas do parto precipitado

Para que uma mulher passe por um parto precipitado devem estar presentes uma série de condições particulares. Por exemplo, é preciso que o útero seja suficientemente eficiente para realizar fortes contrações. Também é preciso que o bebê tenha um tamanho menor que a média. Ou seja, nem todos os partos podem ser rápidos.

Determinar se o parto é precipitado ou não depende de alguns sinais. Nem sempre se pode dizer que se começou rápido vai terminar dessa forma. Os sintomas para saber que se trata desse tipo de parto são os seguintes:

  • Intensas contrações desde o início. O tempo entre cada contração é muito curto, a ponto de não haver espaço para recuperação entre uma e outra.
  • Dor contínua, como uma contração prolongada que não desaparece até o final do parto
  • Sensação de pressão sem aviso prévio. Ou seja, o bebê começa a pressionar para sair, assim como quando sentimos o movimento intestinal.
  • Nem sempre esses sintomas estão relacionados à dilatação ou ao encurtamento do colo do útero.

Complicações associadas ao parto precipitado

Acredita-se que uma mulher que tem um parto rápido pode repeti-lo. Ou seja, uma das principais causas desse fato é que a mãe já tenha passado por isso. Portanto, outras condições se associam a esse fenômeno, por exemplo a eficiência do útero.

Uma vez que não se sabe que se espera esse tipo de parto até o momento em que ele já estiver acontecendo, a principal dificuldade que se reconhece é a agitação emocional. A mulher que está dando à luz pode chegar a perder o controle, especialmente se for mãe de primeira viagem. Além disso, o processo pode se complicar para os médicos também.

Como dissemos, cada etapa do parto tem seu tempo, que em geral é longo. Isso permite que os médicos possam aplicar estratégias para resolver potenciais complicações. Nesse sentido, tanto a mãe quanto os médicos podem perder o controle em um parto precipitado.

Outra complicação bastante óbvia é o momento e o lugar em que o processo ocorre. Por exemplo, quando a mulher se dá conta da rapidez que pode ter o parto, talvez não consiga chegar a tempo a um hospital. Talvez precise ser atendida em algum lugar em que ela não planejou, o seu médico pode não estar presente, ou ela pode não ter a possibilidade de receber a medicação adequada.

Além das complicações já mencionadas, outras podem aparecer:

  • Risco elevado de a mãe sofrer um corte ou um rasgo na vagina e no colo do útero.
  • Dar à luz em um lugar não esterilizado.
  • O bebê pode apresentar infecções dependendo do lugar em que nascer.
  • Possível hemorragia vaginal ou uterina.
  • Risco de queda do bebê.
  • Asfixia perinatal.

Benefícios de um parto rápido

Quem não gostaria de ter um parto rápido? Ter um parto rápido tem sim, inúmeros benefícios. Quando ele acontece de forma espontânea, e não medicamentosa, as chances de um desfecho saudável e seguro são enormes. Dentre os principais benefícios estão a resolução rápida de todo o processo do nascimento! Quem não sonhou dormir a noite inteira, acordar pela manha, iniciar contrações após o café e ter seu bebe nos brações na hora do almoço? Isso tem sido cada vez mais comum no Instituto Nascer com o passar dos anos e temos algumas dicas para você que sonha em ter um parto mais fácil e rápido.

Como ter um parto mais rápido?

  • Educação Perinatal: Busque informações! Mulheres bem informadas se sentem mais seguras e isso pode influenciar diretamente na duração do parto.
  • Crie um ambiente favorável para liberação de ocitocina, o hormônio do parto e do amor! A ocitocina é um hormônio tímido e não gosta de estresse, medo e insegurança. Então relaxe, divirta-se, dance e crie uma ambiente acolhedor durante a fase inicial do trabalho de parto.
  • Desligue o Neocortéx! O cérebro racional humano pode atrapalhar quando ativado de forma excessiva durante o trabalho de parto. Desligue sua atenção racional e se entregue de forma mais instintiva aos comandos do seu corpo.
  • Tenha uma rede de apoio! Se sentir segura e protegida é fundamental para que todas as mamíferas tenham um parto mais fisiológico. Uma rede de apoio familiar e profissional é fundamental para uma experiência positiva e segura do parto.
  • Evite uma internação precoce! Existem fortes evidências de que a internação precoce (dilatação menor que 5 cm) aumenta a duração da fase hospitalar do parto e por consequência um aumento dos riscos de intervenções desnecessárias.
  • Confie no seu corpo! A mulher moderna brasileira perdeu nas últimas décadas a confiança na sua capacidade natural de parir. O parto é um processo natural e fisiológico, todas as mulheres são capazes, só precisam acreditar mais em seus corpos e serem protegidas durante todo esse processo.

Como ainda há muitas dúvidas sobre o parto tsunâmico, no sábado, dia 30 de maio, às 11h, o Dr. Hemmerson Magioni e a Dra. Ludmila Guimarães discutirão o assunto em uma LIVE EXTRA, por meio da nossa conta no Instagram. Você não pode perder essa grande oportunidade de aprendizado!

*Fonte: Portal Sou Mamãe com adaptações do Obstetra e Diretor Técnico do Instituto Nascer Hemmerson Magioni – CRM-MG 34455.

Foto: Paula Beltrão