Logotipo Instituto Nascer
(31) 3262-3538

Blog

Quais caminhos são possíveis quando o bebê está pélvico?

*Imagem: Alessandra Duarte Fotografia

Quem vive no Brasil, o país das cesarianas desnecessárias, imagina que a única saída para um bebê pélvico é uma cirurgia! Mas isso não é uma verdade absoluta!

A apresentação pélvica (bebê sentadinho) não é uma patologia médica, mas sim uma variação da normalidade que acontece com 3 a 4% dos bebês a termo. Apesar de partos em apresentação pélvica serem mais difíceis para a mãe e para o bebê, precisamos deixar claro que essas gestações são saudáveis e que a grande maioria dessas mulheres teriam toda capacidade necessária para trazer seus filhos ao mundo de forma natural ou normal. 

Mas porque quando falamos em bebê sentado, pensamos em cesariana! Acontece que desde o ano 2000 quando foi publicado um grande estudo multicêntrico chamado “The Term Breech Trial” a conduta médica em relação ao parto pélvico, em todo mundo, passou a apoiar a cesariana como sendo a escolha mais segura. 

Hoje no mundo moderno a rotina médica para os bebês sentados ainda é o nascimento por cesariana. Mas nos últimos anos em função de estudos de boa qualidade, em alguns países existem políticas de apoio e respeito as mulheres que desejam um parto normal em apresentação pélvica. 

E como acontece aqui no Instituto Nascer?

Para mulheres com gestação a termo e bebê em apresentação pélvica, oferecemos quatro caminhos:

1 – Oferecer uma tentativa de Versão Cefálica Externa (VCE) com 37 semanas como recomenda a Organização Mundial da Saúde. A VCE consiste na manobra de reposicionar o bebê que se encontra em apresentação pélvica (sentado), “virando-o” dentro da barriga através de movimentos manuais combinados com pressão no abdome materno.

2 – Programar uma cesariana de forma eletiva com 39 semanas. Essa conduta apresenta os benefícios do planejamento cirúrgico, mas por outro lado perdemos os benefícios para o bebê que são garantidos quando o trabalho de parto inicia-se espontaneamente (maturidade pulmonar, metabólica e favorecimento da lactação). 

3 – Realizar uma cesariana logo no início do trabalho de parto. Essa conduta garante os benefícios da maturidade do bebê, mas por outro lado associamos os riscos de um cesariana de emergência, sem hora marcada e sem planejamento.

4 – Apoiar as mulheres que desejam uma tentativa de Parto Normal com bebê em apresentação pélvica. Ciente dos riscos e benefícios da escolha, ajuda-las a encontrar profissionais ou equipes que tenham qualificação para esse tipo de assistência. 

Um olhar de respeito às escolhas de cada família é fundamental para uma vivência saudável, feliz e segura do nascimento de um bebê em apresentação pélvica. Isso faz parte na essência do nosso cuidado aqui no Instituto Nascer! 

Hemmerson Magioni, Médico Obstetra e Diretor Técnico do Instituto Nascer – CRM-MG 34455

*Leia também o texto sobre Versão Cefálica Externa (VCE) no link abaixo: https://institutonascer.com.br/bebe-pelvico-sentado-e-agora/