Logotipo Instituto Nascer
(31) 3262-3538
Foto Bruna Gil Fotografia

A decisão de um parto humanizado, e quem sabe, pela via de parto vaginal, era para 100% das pessoas de meu convívio algo inovador… Inovador? Sim, inovador. E, recordo como se hoje fosse minha resposta ao questionamento da enf. @Enf. Karine Bruger – IN em nossa primeira consulta: “Se você não tem ninguém do seu convívio que teve um parto normal, como você veio parar aqui?”, e minha resposta foi: “Eu jamais agendarei aquilo que é fisiológico. A chegada da minha filha será quando e como ela desejar”.

Desde a minha primeira consulta com o @• percebi que a minha gestação seria embasada em estudo, conhecimento e do preparo para uma maratona… Maratona? É gestação, Chiara, o que você está misturando com suas corridas? Tudo! O meu preparo para o parto tem total relação com o preparo para uma corrida (uma grande corrida), e eu percebi isto em minha primeira consulta, com 7 semanas, quando o Dr. HM me apresentou sua crônica “A MARATONA E O PARTO”, mas eu tive certeza desta relação no trabalho de parto…

Para uma maratona, você precisa se preparar… der uma alimentação adequada, ter seu check up de exames atualizado, treinar a mente (muito mais que o corpo), conhecer bem o trajeto da corrida, descansar muito antes da prova e ter um coach, um treinador… Aquele que já passou por aquela experiência com outras pessoas inúmeras vezes, e que além de lhe dar as melhores coordenadas, está do seu lado na largada, e é o primeiro que você avista na linha de chegada.

Escolhi o Dr. HM para ser “meu treinador” e quando da escolha uma apreensão. Mas ele “treina” tantas outras famílias, será que terei um acompanhamento personalizado que tanto desejo? Será que ele será um coach presente?

E a certeza de minha escolha aconteceu logo depois de minha primeira consulta, quando aconteceu um pequeno sangramento… E agora, ligo para meu médico? Espero mais? Vou manda um whatsapp, assim ele me responde quando puder. E naquela tarde de domingo, 5 minutos após minha mensagem, o HM me liga e diz: “onde está com seu marido? Coloca no viva voz, quero falar com os dois!” e ali, com uma aula de 20 min. do que aconteceu e do que fazer (Sim, ele poderia responder meu whatsapp com uma frase “fique tranquila, é nidação”) eu tive certeza de que era ele que estaria comigo na linha de chegada.


E assim foram os nove, ops, dez meses… tranquilo, leves e parindo 3 pedras nos rins como preparo de parto (coisas que só acontecem no Instituto Nascer?)

39 semanas, e nada, nem um sinalzinho da chegada de minha filha… mas ótimo, daqui há três dias tenho sessão de parto com a @Morgana – Doula IN​, mãos de fada e pão de queijo, tudo que preciso… 1h da manhã de terça, terminando uma reunião de trabalho, levanto para ir ao banheiro e ploft, agua, muita agua. Meu Deus será a bolsa que estourou? Mas não estou sentindo nada? E a sessão de parto?


Mensagem para o Dr. HM ele me responde em 3 min (gente, esse homem não dorme?), conversa com a @karine para me tranquilizar e as 7h da manhã tudo pronto no Instituto Nascer, como uma sinfonia… ultrassom, consulta com o Dr. HM e Morgana… Na consulta, uma surpresa: “sou bolsa está aqui, integra, e você está com 5 cm de dilatação” – mesmo sem sentir nada – coisas que só acontecem no Instituto Nascer?


Lembram que eu estava em preparo para uma maratona? Mas o que NINGUÉM esperava que é ao invés de dor nas costas no período expulsivo eu teria fadiga muscular na quadríceps, igualzinho quando do fim de uma maratona!!! Essa eu tenho certeza de que só ACONTECEM NO INSTITUTO NASCER. Lembro-me como se fosse agora, dos meus gritos, “na coxa, na coxa”, quando a doce Morgana se direcionava para fazer massagem em minhas costas. Ou minha dúvida, super comum, rs, para a Karine no meio de uma contração “vou voltar a andar?”. E por essa ninguém esperava, o marido é especialista em massagem de liberação miofascial, e levou um massageador elétrico para o hospital…


E assim, às 00:40h do dia 11 de março chega a Antonella, de um parto vaginal e natural, lindo e leve… E uma certeza: essa será sempre a linha de chegada mais satisfatória e emocionante de minha vida!