Logotipo Instituto Nascer
(31) 3262-3538

Blog

Você teria sua mãe no expulsivo do seu parto?

Fomo: Bruna Gil Fotografia

Você teria sua mãe no expulsivo do seu parto?

Nos últimos 40 anos no Brasil, as mulheres vivem cesarianas “alienantes” ou partos normais “traumatizantes”. É fundamental entendermos que foi justamente nessa cultura que nossas mães viveram a chegada de seus filhos. Isso explica porque é tão raro vermos mães acompanhando filhas no parto.

#história O parto é um evento familiar, e foi assim durante milhares de anos! Em países como os EUA, Inglaterra, França, Noruega e Suécia, a transição do parto domiciliar para o hospitalar se deu no início do século XX, no período entre primeira e segunda guerra mundial, enquanto que no Brasil, o parto hospitalar passou a ser rotineiro somente após a década de 1960.

A hospitalização é algo muito recente em nossa sociedade, certamente trouxe muitos ganhos do ponto de vista técnico-científico, mas por outro lado tivemos grandes perdas no aspecto humano do cuidado.

Nesse contexto, o movimento da Humanização do Parto vem crescendo nos últimos 20 anos e propõe um resgate do parto como um evento social, familiar e afetivo, além de garantir às mulheres o uso equilibrado e racional das tecnologias médicas nesse momento tão importante para nossa sobrevivência como espécie.

Tenho um orgulho enorme das gestantes que cuido no parto. Tenho certeza que elas serão mães e sogras diferentes no futuro! Elas certamente estarão muito mais preparadas para estarem ao lado de suas filhas (e noras) caso sejam convidadas a participar do momento sagrado do nascimento de seus netos!

Hemmerson Henrique Magioni, Médico Obstetra e Diretor Técnico do Instituto Nascer – CRM-MG 34455