Logotipo Instituto Nascer
(31) 3262-3538

Blog

COVID-19 E O PARTO: COMO PROTEGER O BEBÊ DURANTE O NASCIMENTO?

Chegou a tão sonhada hora de conhecer o seu bebê, mas como se preparar para o parto em meio à uma pandemia? 

Além do medo de contrair a doença, há diversas dúvidas sobre como será esse momento, se a mãe poderá contar com acompanhante, se a equipe médica estará completa, se o hospital é realmente um local seguro. 

Por isso, estar bem informada é essencial para fica confiante frente a este novo desafio, possibilitando ainda que tenha um parto tranquilo e respeitoso.

Como ficar tranquila para o parto durante a pandemia?

O parto hospitalar continua seguro, mesmo diante deste momento de pandemia da Covid-19. A boa notícia é que as maternidades estão cumprindo com todas as normas de segurança, contando também com cuidados específicos para reduzir o risco de contaminação.

A orientação é para que a gestante aguarde o trabalho de parto em casa, com monitorização fetal feita por uma enfermeira obstetra. A ideia é internar apenas em fase ativa, ficando o menor tempo possível dentro do hospital.

Existe algum tipo de parto mais seguro para o bebê, caso a mãe esteja infectada?

Apenas gestantes com quadros graves de Covid-19 e que necessitem ser mantidas em respiradores, podem ter a indicação de cesariana. Sendo assim, a decisão de como será o parto mais seguro deverá ser tomada de forma bilateral, entre mãe e médico, levando em consideração o estado de saúde da gestante e do bebê.

O parto vaginal não oferece qualquer risco de contaminação para o recém-nascido, mesmo que a mãe esteja infectada pela doença. Inclusive, o parto normal é desejável neste período, pois possibilita que a mulher e o bebê possam ter alta com poucas horas após o nascimento, caso estejam em boas condições, diminuindo o tempo de permanência no hospital.

A presença de acompanhantes no parto está sendo proibida?

De acordo com as novas medidas de isolamento, as maternidades estão permitindo apenas um acompanhante durante o parto. Visitas e fotógrafos não estão autorizados a acompanhar o parto para reduzir os riscos de contaminação da mãe, do bebê e da equipe médica.

Se quiser aprender mais sobre saúde e bem-estar do bebê e da mamãe gestante, continue navegando no blog! Conheça o Instituto Nascer também nas nossas redes sociais.