Logotipo Instituto Nascer
(31) 3262-3538

Blog

MECÔNIO: VOCÊ SABE O QUE É ISSO?

O mecônio corresponde às primeiras fezes do bebê, sendo uma massa compacta formada por todos os componentes dissolvidos e absorvidos pelo bebê no líquido amniótico. Geralmente, o mecônio é eliminado apenas depois do nascimento, quando o recém-nascido começa a se alimentar. 

No entanto, em alguns casos ele é eliminado no líquido amniótico, antes ou perto da época de nascimento causando uma complicação denominada de síndrome da aspiração meconial.

Geralmente, essa complicação pode acontecer quando o parto ocorre após as 40 semanas de gestação, podendo levar a alguns problemas como a aspiração do líquido pelo bebê. Nestes casos, a aspiração do mecônio pode levar à uma inflamação das vias respiratórias e, consequentemente, dificuldade de respirar.

É pouco comum a eliminação de mecônio antes de 34 semanas de gestação, entretanto, especialistas afirmam que há basicamente dois motivos para que isso aconteça: maturidade fetal, porque o intestino está funcionando bem (o que é um bom sinal), ou por causa de um possível sofrimento fetal. Neste último caso, a liberação do mecônio pode ocorrer quando o bebê tem contrações intestinais que farão que seu esfíncter anal se relaxe, permitindo a saída do mecônio no líquido amniótico.

SÍNDROME DA ASPIRAÇÃO MECONIAL: QUAIS SÃO OS FATORES DE RISCO?

A síndrome de aspiração de mecônio (SAM) é caracterizada por vários graus de insuficiência respiratória. A quantidade e a consistência do mecônio absorvido é que irão afetar em maior ou menor medida o bebê. Alguns dos fatores de risco responsáveis pela presença de mecônio no líquido amniótico são:

  • Idade gestacional.
  • Crescimento intra-uterino restrito.
  • Doenças placentárias que levam ao sofrimento crônico intra-uterino.
  • Sofrimento agudo durante o trabalho de parto.
  • Escassez de líquido amniótico.

O QUE FAZER COM PACIENTES QUE APRESENTAM LÍQUIDO AMNIÓTICO COM MECÔNIO DURANTE O TRABALHO DE PARTO?

A principal preocupação é definir se está acontecendo um sofrimento fetal agudo ou não. Realizar um exame de vitalidade (cardiotocografia – como um eletrocardiograma do bebê) ao longo do trabalho de parto é essencial! Se há alteração dos batimentos e na frequência cardíaca fetal, a antecipação do parto pode ser a melhor opção para o bem-estar físico do bebê.

O mecônio não é por si só uma indicação de cesariana. Mas, requer uma maior atenção do médico e da equipe de assistência, podendo em alguns casos necessitar de intervenções mais rápidas e precoces. Vale lembrar que a aspiração meconial é uma síndrome que tem os seus riscos, mas existe tratamento e na grande maioria dos casos não significa consequências mortais.

Apesar de ser quase impossível evitar a aspiração de mecônio (já que é algo que não pode ser controlado ou previsto), há recomendações para as mamães quanto aos cuidados durante a gravidez, como: não estimular o bebê em excesso, e se prevenir de possíveis infecções urinárias durante a gestação.

Mais artigos como este estão disponíveis no blog do Instituto Nascer. Acesse e saiba mais sobre obstetrícia, ginecologia, pediatria e cenário de parto.