Logotipo Instituto Nascer
(31) 3262-3538

Blog

TRATAMENTOS ESTÉTICOS PERMITIDOS E NÃO PERMITIDOS NA GESTAÇÃO

É verdade que a gravidez deixa a mulher mais bonita e com um brilho na pele capaz de impressionar qualquer dermatologista. Mesmo assim, a maioria das gestantes não abre mão da vaidade durante os noves meses de espera. É comum, portanto, que apareçam dúvidas sobre quais tratamentos estéticos podem ser realizados sem prejudicar a saúde da mãe e do bebê. Por isso, preparamos uma lista com 3 tratamentos estéticos liberados e 3 contraindicados durante a gravidez. Confira:

TRATAMENTOS ESTÉTICOS LIBERADOS

1- Limpeza de pele clássica: é uma técnica bastante conhecida e indicada para todos os tipos de pele. Tem a função de remover as impurezas acumuladas, favorecendo a penetração de cosméticos.  Além disso, a limpeza de pele desobstrui os poros e aumenta a oxigenação dos tecidos.

2- Drenagem linfática: durante a gravidez, o corpo está mais vascularizado e retendo mais líquido. Por isso, a drenagem – sempre feita com um bom profissional – é indicada. Mas como em qualquer tratamento durante a gestação, o recomendado é esperar o primeiro trimestre.

3- Peeling de Cristal: ao contrário de outros tipos de peelings, o de Cristal (microdermoabrasão) pode ser realizado, já que se trata de um procedimento realizado mecanicamente, sem uso de substâncias.

TRATAMENTOS ESTÉTICOS NÃO RECOMENDADOS 

1- Radiofrequência e afins: os tratamentos para gordura localizada, depilação a laser, procedimentos com luz pulsada, laser fracionado e qualquer outro tipo de tratamento anticelulite, contra estrias ou cicatrizes, não são recomendados durante a gestação. Eles podem ser feitos somente após o período de pós-parto.

2- Peelings químicos: são contraindicados durante a gestação, principalmente porque utilizam ácidos em grande concentração e com alta absorção (que causam a descamação da pele).

3- Coloração capilar: em sua maioria, são compostas por chumbo, anelina e amônia, substâncias extremamente tóxicas e contraindicadas. Tinturas naturais e sem amônia, apresentam uma ação mais branda e normalmente são liberadas após 20 semanas.

E não podemos esquecer do principal aliado de uma pele linda e bem cuidada: o protetor solar. Seu uso é liberado durante toda a gravidez. Além disso, os  esmaltes, cremes hidratantes, cremes à base de vitamina C, maquiagem, shampoos e sabonetes são liberados. Podemos e devemos nos cuidar!

Mais artigos como este estão disponíveis no blog do Instituto Nascer. Acesse e saiba mais sobre obstetrícia, ginecologia, pediatria e cenário de parto.